Por que a sanitização é tão importante para um condomínio?

9 motivos básicos

A sanitização é um serviço eficiente em eliminar vírus, bactérias e fungos de superfícies e ainda gera uma película protetora nesses locais. Em tempo de pandemias e epidemias, a sanitização pode conter ou mesmo evitar a proliferação dessas doenças, assim como infecções por fungos e bactérias, além de manter ambientes onde é costumeiro receber uma quantidade maior de pessoas, menos suscetível.

É por isso que o serviço é altamente indicado para ser realizado em condomínios habitacionais, seguindo a mesma lógica de shoppings e estabelecimentos comerciais em geral. Porém, se você ainda não se convenceu de que a sanitização deveria ser uma prioridade para o seu condomínio? Então, separamos 9 das principais razões que justificam a adesão a uma rotina de sanitização constante para a segurança da sua família.

1. Grande circulação de pessoas
Manter o cuidado com os vetores de transmissão de doenças dentro de casa já é um desafio para sua família, imagina em um local onde a circulação de pessoas pode aumentar em até 100 vezes. Sem um controle profissional de ambientes com esse número de pessoas é bem provável que vírus, bactérias e fungos se instalem com maior frequência.

2. Elevador como vetor
O elevador é um dos ambientes mais perigosos no quesito transmissão de doenças para um condomínio. Além de ser um espaço fechado e com pouca circulação de ar puro, os moradores utilizam o local ao mesmo tempo e entram em contato com as superfícies de botões e corrimãos durante o trajeto, deixando todo tipo de resíduo propício ao contágio de doenças causadas por vírus, bactérias e contaminação por fungos.  

3. Áreas gourmet comuns
Esses locais recebem um grande número de pessoas ao mesmo tempo e, aliado à aglomeração, está o consumo e preparação de alimentos consumidos nestas áreas. Churrasqueiras e petiscos trazidos de casa deixam resíduos que servem como alimento para fungos e bactérias, além do depósito de gotículas com vírus em superfícies.

4. Garagens subterrâneas
Assim como o elevador, esses ambientes costumam manter o ar rarefeito e com pouca circulação. Isso propicia que as pessoas que entraram em contato com aquele ambiente, possam contrair doenças respiratórias causadas por vírus e bactérias. Basta um espirro ou conversa nesses locais para que as pessoas fiquem expostas.

5. Jardins
Os jardins são mais um espaço de aglomeração em condomínios, seja para a manutenção do local ou para a convivência dos condôminos. Superfícies como bancos, vasos e ferramentas de jardim precisam ser sanitizadas para manter a segurança de todos. Além disso, nestes espaços, crianças e animais de estimação costumam entrar em contato com o chão e serem infectados por esses agentes causadores de doenças.

6. Animais de estimação
É aconselhável que os animais de estimação tenham um local específico para fazerem suas necessidades. Mas não são todos os condomínios que possuem espaço para isso. Neste caso, os donos dos animais acabam por conduzir os animais às áreas comuns e espaços fora do condomínio, onde eles podem se tornar vetores de doenças que possam entrar na sua casa.

7. Circulação de crianças
As crianças costumam ficar bem mais expostas aos agentes combatidos pela sanitização do que os adultos. Isso se deve porque elas não evitam sentar-se no chão, nem brincar com outras crianças e compartilhar brinquedos. Por isso,  os espaços que são frequentados por crianças devem ser sanitizados, isso inclui escadas e corredores, locais que normalmente um adulto passa menos tempo.

8. Sala de jogos e quadras esportivas
Estes locais são utilizados tanto por crianças como por adultos nas horas de lazer. Em alguns condomínios, são oferecidos equipamentos para o compartilhamento como bolas e mesas de jogos que precisam ser sanitizadas para não se tornarem vetores de doenças. Estes objetos, após a sanitização, ficam protegidos por uma película que impede a proliferação de fungos e bactérias. Vale salientar que esses locais são ambientes fechados, onde os condôminos convivem em grande número, mais um motivo para investir em sanitização.

9. Escadaria
Em prédios com muitos andares, as escadarias possuem porta corta-fogo que torna esses ambientes com o ar rarefeito. Em muitos deles, são colocadas lixeiras comuns dos andares onde as pessoas costumam manusear as lixeiras e respirar no mesmo ambiente fechado que outros moradores. Sanitizar essas lixeiras, assim como corrimãos e objetos compartilhados é importante para manter a saúde coletiva.

É importante, sempre, lembrar que a Sanitização deve ser realizada periodicamente para manter a eficácia do serviço. Se tiver alguma dúvida, ou interesse em fazer a Sanitização no seu condomínio, conte com a Klin.

Solicite um orçamento sem compromisso: (83) 3222-6444 (83) / 3222-6444  (WhatsApp)⁣⁣⁣⁣⁣⁣