Carrapatos

Os carrapatos são pequenos parasitas que se alimentam de sangue. Comuns em cães e gatos, são transmissores de uma série de doenças provocadas por vírus, bactérias, fungos e outros microrganismos, por isso são perigosos tanto para a saúde dos animais quanto dos seres humanos.

Existem cerca de 900 espécies de carrapato no mundo, no Brasil podem ser encontradas mais de 80. Possuem tamanhos variados, entre 0,3 cm até 2 cm. Achatados antes de se alimentarem, ganham forma arredondada após consumirem o sangue do hospedeiro – que pode desenvolver anemia se o parasita passar longos períodos se alimentando.

Esses parasitas não habitam só em áreas rurais e em ambientes naturais, eles podem se abrigar em muros e utilizar frestas de portas para sua reprodução.

A dedetização de carrapatos é realizada com técnica e produtos específicos, por isto é recomendável a contratação de uma empresa especializada no controle deste tipo de praga. Entre em contato com a KLIN e solicite um orçamento.

Doenças nos Seres Humanos

Devido a substâncias presentes em sua saliva, apenas a picada do carrapato pode provocar processos alérgicos.

No ser humano, o  carrapato pode causar a Doença de Lyme e a Febre Maculosa, doenças que causam sérias consequências ao indivíduo e que, se diagnosticadas tardiamente, podem até mesmo levá-lo a morte.

Doença de Lyme

Causada por bactéria, na fase inicial desta doença podem ser observadas manchas vermelhas na pele – com o centro mais claro, como se fosse um alvo – e sintomas comuns a infecções, como febre, mal-estar e dor no corpo. Se não tratada, pode desencadear até mesmo paralisia de determinadas regiões do corpo.

Febre Maculosa

A Febre Maculosa também é causada por uma bactéria e, no Brasil, a maior parte dos casos ocorre na região sudeste. O período de manifestação dos primeiros sintomas é de 2 a 14 dias e o tratamento é feito com antibióticos específicos.

Doenças nos Animais

Os animais de estimação comumente pegam carrapatos durante passeios ao ar livre, quando têm contato com a grama, por exemplo, ou através do convívio com outros animais contaminados com o parasita.  As doenças mais comuns, nos pets, são a babesiose e a erliquiose, que, se não identificadas e tratadas, podem ser fatais.

Babesiose (Doença de Carrapato)

A babesiose é popularmente conhecida como Doença de Carrapato. Causada por um protozoário, o bichinho que contrai esta doença apresenta os seguintes sinais: perda de apetite, palidez, urina escura, cansaço severo e até depressão, decorrente da falta de energia do bichinho.

O tratamento é composto por duas fases: primeiro, combate do carrapato e, em seguida, correções das possíveis complicações causadas pelo protozoário.

Erliquiose

A erliquiose é causada por uma bactéria que ataca o sistema imunológico do animal. Os sintomas mais comuns são: febre, apetite suprimido, perda súbita de peso, letargia, náuseas e diarreia. O tratamento é medicamentoso.

O que fazer quando encontrar um carrapato?

Não torça, puxe ou amasse o parasita, pois seu aparelho bucal pode ficar preso a pele e causar infecção. 

Veterinários recomendam colocar uma bucha de algodão com álcool sobre o local em que está o parasita, para que ele “desgrude” da pele.

Após retirá-lo, não é indicado matar o carrapato, mas jogá-lo no vaso sanitário ou colocá-lo no álcool até morrer. Isso porque, se o parasita for fêmea ela pode estar com ovos e, se esmagada, eles podem se espalhar pelo ambiente.

A dedetização deve ser realizada regularmente nos ambientes frequentados pelo seu bichinho, trata-se de um procedimento necessário para prevenir a proliferação de carrapatos. Fale com quem entende do assunto, solicite um orçamento na KLIN!

Cuidados com o seu pet

Manutenção e Prevenção

Para um controle de pragas seguro e adequado em sua residência contrate a KLIN, empresa especializada e que oferece serviços com qualidade, solucionando qualquer problema com eficiência.