Pulgas

As pulgas são insetos parasitas que se alimentam de sangue. Comuns em cães e gatos, também podem picar e se alimentar do sangue humano.

Com cerca de 3 mil espécies diferentes, elas têm, em média, 4 meses de vida. A coceira excessiva é a reação mais comum que causa em seu hospedeiro – uma infestação de pulgas pode ocasionar até mesmo uma anemia. 

Este parasita pode ocasionar diversos problemas de saúde: desde dermatites alérgicas até transmissão de viroses, vermes e doenças como a peste bubônica, tularemia e salmonelose.

Conte com uma empresa especializada para resolver e controlar esta praga. Entre em contato com a KLIN e solicite seu orçamento!

Espécies mais comuns no Brasil

Pulga de gato (Ctenocephalides felis)

Apesar do nome, este parasita é mais comum em cachorros do que em gatos. O inseto detecta o hospedeiro através da vibração de seus movimentos, como também por fatores como calor, pressão e emissão de dióxido de carbono.

Pulga do cão (Ctenocephalides canis)

Esta espécie de pulga consegue ter uma melhor fixação no animal, pois possui espinhos em seu corpo. Suas larvas se alimentam de sangue seco, excrementos e substâncias orgânicas que se encontram nos ambientes de descanso dos hospedeiros.

A pulga do cão, tal como a do gato, além de se fixar aos animais aloja-se em frestas, buracos e locais de descanso do pet. As reações a picada desse parasita são: coceira, vermelhidão, dermatite alérgica, anemia, fraqueza e, em casos extremos, morte do animal.

Pulga do homem (Pulex irritans)

Apesar do nome, esta espécie também pode ser encontrada em cães, ratos e porcos. No ser humano, as picadas geralmente ocorrem nas pernas e nos tornozelos e podem ser sentidas instantaneamente. Geralmente formam uma pequena mancha dura e avermelhada, com um ponto em seu centro. Dependendo da sensibilidade do indivíduo, podem gerar incômodos durante 7 dias.

*Imagens meramente ilustrativas

O bicho-de-pé... é pulga!

Você sabia que o famoso bicho-de-pé é uma pulga?

Pois é, trata-se de uma infecção causada pela pulga Tunga penetrans. Dor, coceira e vermelhidão são as reações comuns a invasão deste parasita, que pode viver durante várias semanas na pele.

Para sarar é necessário retirar o parasita da pele. Se estiver com essa infecção, procure o posto de saúde mais próximo.

Evite andar descalço na areia, na lama, em ambientes por onde passam muitos animais domésticos e em locais com pouco saneamento.

Curiosidades

Manutenção e Prevenção

Para um controle de pulgas eficiente, contrate uma empresa de desinsetização competente, responsável e que entenda do assunto. A KLIN está a disposição para oferecer o melhor serviço, solicite seu orçamento!